ou de como todo o lixo e clichê serão utilizados ou isso um dia foi uma dança fragmentada

29
Jul 09

Oi Gente.

Eu sempre falo e falei que sou uma pessoa de teatro, mas ninguém nunca viu um trabalho meu. Pois bem, hoje começo a postar uns trens por aqui sobre teatro!

Começo apresentando uma luz que fiz para uma peça que se apresentou a duas semanas aqui na Mostra de Teatro. Ficou bem bacana a luz.

A peça se chama Bang Bang your dead e a luz deu bem um caldo

 

mias fotos em: Dança Fragmentada

publicado por léo mariano às 21:06
ache aqui:

24
Jul 09

Oi.

Para quem mora em Taubaté, ou não, tem um comentário meu sobre o espetáculo Cachorro Morto. Ele se apresentara´no próximo domingo em  Taubaté.

Olha o link ai: Afinidades Eletivas - Cachorro Morto

É isso ai gente fina!Tá feito o convite para leitura e para assistir o espetáculo

publicado por léo mariano às 18:51

19
Jun 09
Neste fim de semana acontecerá uma mostra de filmes franceses no Centro Cultural deTaubaté. O convite me foi feito por email.
Bacana, não é? Claro, se não fosse um porém para mim  e para muitos que gostam de cinema, deixando toda a  mostra nem um pouco bacana.
Por quê?
Primeiro é necessário ler o convite do evento que literalmente controcê-controvê coloco abaixo:
( ressalto, essa foi a única forma de divulgação)

"CONVITE AOS CINÉFILOS E AMIGOS CULTURAIS
 
Abaixo informações sobre o evento VIRADA CINE FRANCE DE TAUBATÉ que acontecerá neste sábado, dia 20 de junho, no Centro Cultural Municipal, em homenagem ao Ano da França no Brasil, realizado pela Prefeitura Municipal de Taubaté.
 
Contamos com a sua presença e de seus familiares.
 
Um abraço.
 
WLADIMIR PEREIRA
Área de Cultura do DMATUC
Prefeitura Municipal de Taubaté
(12) 3625-5140 e 9112-8256
 

Prefeitura de Taubaté Promove Virada Cultural Francesa no Centro Cultural

 

 

A Prefeitura de Taubaté, por meio da Área de Cultura do DMATUC, promoverá neste sábado, dia 20 de junho, a partir das 19 horas, a Virada Cine France de Taubaté em homenagem oa Ano da França no Brasil.
O evento se estenderá por toda noite com exibição de filmes franceses, com inserção de músicas e atrações circenses a cada intervalo.
Os filmes escolhidos para a Virada são da nova safra de produções francesas. Segue abaixo a programação da noite:
19 horas - abertura oficial com atrações circenses.
20 horas - filme: Al'Ataque!
22 horas - filme: Dieu Vomit Les Tiedes
Meia-noite - filme: Le Bleu Des Villes
02 horas - filme: Artaud
04 horas - filme: Petites Coupures
07 horas- encerramento com grandes surpresas
A Virada Cine France Taubaté tem como parceiro cultural a Aliança Francesa Vale do Paraíba e acontecerá no Centro Cultural Municipal, situado na Praça Cel. Vitoriano, 1, centro de Taubaté. Entrada franca. Informações pelo telefone (12) 3625-5140 e pelo e-mail eventos@visitetaubate.com.br.
O evento é um projeto ousado e pioneiro na cidade, que pela sua riqueza cultural e importância social, valorizará ainda mais a Cultura da nossa região"

Bom,  depois de ler isto eu pensei:

Por que infelizmente a organização do Centro Cultural responsável pela mostra  de cinema francês  não pensa no público?

Eu  iria  sem problemas assistir à mostra, mas infelizmente, essa, está sendo organizada por pessoas que não conhecem a dinâmica de cinema e muito menos do público da cidade.

O fato é que grande parte dessas  mostras cinematográficas  divulgam  filmes ou de difícil acesso ou fora do circuito ou os dois que possuem especificidades
que não atraem o público médio. Principalmente em Taubaté.
 
O cinema francês é conhecido, principalmente depois de Carriers du Cinema Godard e Cia, como um cinema de difícil assimilação, muita mais preocupado em uma originalidade artística do"eu-diretor"  do que no feitio de um filme para o grande público.

Ao contrário do cinema americano, em que tudo pode ser embalado em uma fórmula, o cinema francês sempre se exigiu uma originalidade. É claro que em nome dessa originalidade um deserto de porcaria é produzido.

Por isso se faz necessário que cada filme seja assistido separadamente, para que o público possa desenvolver um conceito crítico.Assistir a uma enxurrada de filmes madrugada a fora não trará prazer estético nenhum.

Primeiro, tem o  sono; segundo, a cabeça de quem se permite tal desatino vai ficar tão carregada de imagens, sons, roteiros, que tudo vai se perder.

Parece brincadeira, mas não é não. Uma imersão nesse sentido é o mesmo que uma pessoa ler num intensivão todo o Lusíadas. Perde-se todo o sentido da obra.

E aí é que está o problema quando os  organizadores não entendem o mínimo do mecanismo estético que cada país tenta projetar em seus filmes.

Além desse problema interno há vários problemas geográficos - temporais que prejudicam uma virada: É inverno, o lugar é uma " quebrada estranha" carregada de viciados emcrack, a segurança da prefeitura é pífia etc

Sem dizer que Taubaté é uma cidade do interior! que possui um ritmo totalmente diferente da capital.

Isso prova um total despreparo e falta de conhecimento dos organizadores sobre o objeto artístico e o seu público- alvo.
 
Viradas culturais funcionam quando são eventos com muita música e som que celebram a alegria de viver. Viradas pela madrugada são feitas para o corpo.
 
PS: DAqui a pouco eles fazem uma RAVE de filmes iranianos.

publicado por léo mariano às 22:01

12
Jun 09

Eu moro em Taubaté. A USP para mim é só um ponto de orientação intelectual. Não tenho relações afetivas com essa comunidade.O que não escondeu o meu horror ao ver que pessoas apanhavam

Bater é errado, minha mãe me disse. Apanhar dói. E Infelizmente eu só voltei a tomar uma posição sobre isso quando a normalidade foi quebrada. Por que para mim, terrivelmente, se tornou natural  que as pessoas “abaixo de mim” apanhassem. Voltar a ordem é tudo. Meu Deus, que ordem? Lendo e vendo o que aconteceu, apenas uma coisa me ocorreu: a culpa daquela violência e de muitas violências é minha.

Sou eu, que apático, alimento um espírito Coletivo de Violência que é  quem realmente assina embaixo o direito à truculência, muitas vezes disfarçada com a máscara do bom tom.

 Não é apenas o governador, ou o policial, ou o juiz, ou o bandido que autoriza “tocar terror geral”; sou eu, um pacato taubateano, que engordando a Cultura da Violência com o meu dinheiro, o meu pensamento, o meu prazer estético etc é que autorizo o espancamento de estudantes, o espancamento de pobres, o assassinato de presos, a caça a policias, os abusos infantis, o estrangulamento da liberdade, o aumento de decibéis e discussões; a violência que me prejudica, machucando de quem eu gosto; desenvolve organismos, igrejas comitês, cooperativas, associações que trabalham insidiosamente na jardinagem de mais violência, cria Datenas e afins.

O pior, ou melhor, é saber que eu gosto de me alimentar de violência, Deus.

Gabriela Leite, uma mulher excepcional, em sua última entrevista ao Roda-Viva, declarou: Essa é uma das épocas mais conservadoras que vivemos.

E para mim, mais conservadorismo é igual a mais violência, habilmente trabalhada, me alimentando e me dando prazer.  

 

Esse post é uma espécie de resposta/ diálogo com dois posts que mexeram comigo.

 

O texto da Olívia Maia, O outro é o texto da Mariana, via  Marcos Donizetti

 

publicado por léo mariano às 19:22
ache aqui:

28
Mai 09

A boa vida é composta de detalhes. Bom, pelo menos no transporte público.

Vou exemplificar essa minha categorização maluca.

A ideia de que um transporte público é fundamental para o bom andamento da cidade é a mais calejada e a mais bem querida de todos. De todos.

Contudo, cada cidade tem o seu inferno estagnado sobre esse assunto e com Taubaté não é diferente.

Não tropeçarei na esparrela de  analisar os problemas técnicos  viários; quero é discorrer sobre dois detalhes que me aborrecem diretamente.

O primeiro detalhe diz respeito ao município e ao público. O segundo detalhe diz respeito ao privado e a empresa.

 

Detalhe público:

 

O governo da prefeitura de Taubaté teve a idéia, ainda em tramites na câmara de vereadores, de subsidiar a passagem das pessoas com mais de 60 anos que consigam provar carência. Hoje, apenas pessoas com mias de 65 anos podem andar de graça no ônibus, provando ou não carência.

“Ótimo! Em Taubaté os velhinhos ganharão cinco anos a mias de viagens gratuitas. Que presente” –  Alguns dirão.

Eu respondo: “Sei não, acho que é demagogia. Basta uma rápida andada de ônibus, principalmente nos dias do mês que correspondem ao pagamento da aposentadoria, ou seja, os 10 primeiros dias, para notar que as coisas estão descambando para a bagaceira.”

È fato que a população está envelhecendo, aprendendo e exigindo os seus direitos. Em um ritmo lento? Sim, mas está acontecendo. E outra vez, com Taubaté não é diferente.

Em minhas viagens de ônibus (por um bom numero de carros da frota, digo já) vejo mais e mais idosos se espremendo em apenas 25% do ônibus. Sério! Existem dias e horários em que há tantos idosos se espremendo que alguns preferem pagar passagem a viajar de graça.

Agora, meu bom, imagine o aumento exponencial de velhinhos se amassando na parte da frente do ônibus quando a lei beneficiando pessoas com mais de 60 anos for aprovada?

É claro que pode existir a possibilidade da lei municipal prever, aleémda isenção da passagem, o aumento da área destinada aos beneficiários.

Mas daí se tem outra porca e outro rabo!

O que se faz com os passageiros e  área com os passageiros pagantes? Moem-se mais?

Não sou contra a lei, ou com qualquer coisa que possa nos beneficiar,os cidadãos (e também vou envelhecer.) mas nesse governo de demagogia barata (o pleonasmo é fundamental) desconfio que as melhores intenções são do capeta.

 

Amanha, para não deixar o texto longo e para ter assunto, o detalhe privado e a conclusão.

 

publicado por léo mariano às 20:36

25
Mai 09

 

Voltei pra dizer que fecho, não! Só quando cansar de hablar.

Como consumidor(sim, consumidor) me cansa, me expulsando, ver um artista ou crítico (principalmente do mundico literário) conclamar a eterna busca da originalidade.

Quero longe a originalidade.

Explico-me.

Me parece tolice a busca dessa originalidade que nasce do nada e descreve as inquietações de um espírito inquieto.Sacou?

Esse ideia que nasceu com os românticos, se radicalizou com as vanguardas se transformando no discurso bocó de dez entre dez críticos e artistas sérios.
Eu gosto daquela originalidade do artesão. Do artista que conhece todas as ferramentas do seu ofício e busca a "originalidade" dentro de limites muito bem estabelecidos.

Taí ai os sonetos que não me deixam mentir.

E as grandes mudanças ocorreram por que o artesão conhecia toda a tradição e sabia exatamente onde alterar o objeto, para uma nova percepção do seu público. (Mas a última frase é só um achismo.)

Exemplo:

Em todo filme de ação, dos anos 70 para cá, é lei a tal perseguição. Pode ser de carro, magrela, avião ou barco, tem que ter perseguição.

E não é fantástico quando um roteirista escrevendo dentro dos limites de tempo, enquadramentos, planos etc tenta buscar um novo modo de apresentar a mesma cena, em diversos filmes?

Muitas saem boca-inteira, outras meia-boca, algumas boas e excelentes, mas de repente, tcham!tcham! uma obra de arte. Eu acredito.

Viva o artesão. Abaixo o artista em busca de originalidade. Eca.

publicado por léo mariano às 03:05

14
Abr 09


De verdade: Foram os homenzinhos verdes que tocaram o terror encarnado na Biblioteca de Alexandria.Os etezinhos esmeraldas, disfarçados de Ptolomeu VIII, Júlio Cesar, Imperador Aureliano, o arcebispo cristão Teófilo, Califa Omar etc, mandaram queimar os livros dos homens.

Escarlate, tudo, pelos deuses.

Tebas amanheceu sob o Carro de Apolo que, apalpando o breu, acordou Tirésias.
_ Por Zeus! - vaticinou o adivinho após um bocejo - Foi só um sonho os verdinhos. Afê...Lá me vou, ai, para mais um dia de raivosas verdades. Preciso de um copo de vinho, maças e azeitonas no café da manhã. Antevejo uma longa caminhada até o pôr- do -sol, afinal, daqui à pouco, o arauto de
Édipo virá aqui para sinalizar o caminho das minhas horas. Maldita hora em que olhei as vergonhas de Atena ficarem vermelhas de raiva!

_Ai Zeus, por que eu não tiveo castigo de Prometeu? - pensou Tirésias, enquanto abria os olhos, não enxergava a luz e orientava o seu humor

 

 

Agradecimento a ajuda voluntária/ involuntária:

Alessandro Martins

André Gazola

Fernando Kitzinger Dannemann

publicado por léo mariano às 00:08

02
Abr 09

Terminei de ler, mais uma vez, o Brás Cubas Veio.

Um trecho me chamou a atenção. É o capítulo, curtinho,107; Bilhete.

Vamos lá:

 

107- Bilhete.


Não houve nada, mas ele suspeita de alguma coisa; está muito séri e não fala; agora saiu.Sorriu uma vez somente, para Nhonhô, depois de o fitar muito tempo, carrancudo. Não me tratou mal nem bem. Não sei o que vai acontecer; Deus queira que isto passe. Muita cautela, por ora, muita cautela.

 

O olhar desconfiado de Lobo Neves em 1881 seria um principio de mote para a história de Bentinho em 1899?


Viajo em uma inferência frouxa?!

 

 

 

publicado por léo mariano às 14:24

01
Abr 09

_ Po , o Humberto quer que eu vá nesta sexta  no show daquela menina.

_Que menina?

_Aquela, aquela...aquela que foi no Faustão?1

_ Quem?

_ Aquela que namora o barbudo que toca.

_ Ahan?

_ Aquela barbudo, aquele, aquele...daquela banda!

_Que banda.

_Aquela, aquela..A?...E?... A da?...Já sei, A banda da Ana Júlia.

_ Ah,a A Malu Magalhães?1

_Isso!!!

_Mas antes ou depois do futebolzinho?

_Depois, é claro. Se acha que eu vou deixar de jogar com aqueles perna de pau da Vila São Geraldo.

_ Demoro, Carlão.Mas vamos, senão, daqui a pouco, a mãe vai brigar com a gente.

_ Pois é. Almoçiinho especial dela, é sagrado.

publicado por léo mariano às 03:19

30
Mar 09

Nota mental: Deus sempre prova sua existência depois de 18 ampolas de cerveja na mesa.

Nota mental: na boa! quase toda pessoa que cai em um golpe de estelionato é um tolo que quis ser soberbo passando as pernas nos outros.

publicado por léo mariano às 17:24
ache aqui:

fragmentos da vida
Colo de Nanci
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
25

26
27
28
30
31


coisas bacanas para ler
arquivos
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO